Balanço (positivo) da 1ª edição do Portugal Jazz

A organização do Portugal Jazz – Festival Itinerante de Jazz fez um balanço «muito positivo» da primeira edição do evento, que levou concertos a 23 municípios e fez acções pedagógicas com mais de 2.000 jovens em oito meses. Em declarações à Agência Lusa, Pedro Rocha Santos, mentor e director do festival, que encerrou terça-feira (4 de Dezembro) com um concerto no Centro Cultural de Belém, indicou que já foram iniciados contactos para a segunda edição do evento, cujo objectivo é chegar a 80 autarquias do país em 2008. O também presidente do Jazz ao Centro Clube (JACC) recordou que o projecto arrancou no ano passado com o objectivo de mostrar o jazz criado por grupos portugueses e músicos estrangeiros a residir em Portugal, acompanhando os concertos com acções pedagógicas.

Nesta primeira edição, um total de 90 músicos de jazz de norte a sul do país realizaram concertos em 23 municípios e acções pedagógicas para crianças entre os 10 e os 15 anos, durante os quais foi abordada a história do jazz, as características deste género musical e os seus instrumentos. Apresentado publicamente em Março deste ano, o Portugal Jazz foi realizado em parceria com o CCB e envolveu menos municípios do que o esperado pela organização porque o projecto “foi apresentado já depois de encerrado o plano de actividades das autarquias para 2007”. “Mesmo assim, levámos o festival adiante e foi possível provar que temos capacidade para realizar um evento desta dimensão”, observou Pedro Rocha Santos, que espera, em futuras edições, levar o jazz nacional às 278 câmaras do país. Cada concerto e acção pedagógica teve um custo médio de 3.800 euros para as autarquias, decidindo estas por si próprias cobrar as entradas (com um valor de referência de cinco euros) ou permitir o acesso gratuito, mas sempre com a distribuição gratuita da revista bimestral jazz.pt. Esta revista é concebida pela JACC, associação criada em Coimbra, em 2003, e que tem vindo a realizar naquela cidade o Festival Internacional de Jazz, actualmente em 6.ª edição. “Para o próximo ano mantêm-se os objectivos de divulgar o jazz nacional em todo o país com os concertos e as acções pedagógicas”, sublinhou Rocha Santos, acrescentando que Portalegre, Elvas e Santarém são as primeiras autarquias aderentes e acolherão concertos já em Janeiro de 2008. “Acreditamos que faz todo o sentido a promoção e divulgação do jazz nacional através deste festival. As acções didácticas contribuem para formar novos públicos, os concertos são oportunidades para os músicos nacionais, e as autarquias, com alguns patrocínios, podem oferecer um espectáculo de qualidade à população”, argumentou o responsável.

Diário Digital

Anúncios

0 Responses to “Balanço (positivo) da 1ª edição do Portugal Jazz”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Translate to English

Agenda

de 5 a 14 de Março - BragaJazz 2009 +info
27 e 28 de Fev | 6 e 7 de Mar - Seia Jazz & Blues 2009 +info
11 de Março - Wayne Shorter Quartet @ Casa da Música
14 de Março - Jeffery Davis @ Casa da Música


Para mais informações sobre os Clubes de Jazz acima mencionados, confiram o post sobre Clubes de Jazz em Portugal

Sugestões ou Críticas

Qualquer dica ou sugestão que tenham, assim como críticas ao blog, por favor enviem-me um E-mail para Enviar Mail

a

Calendário

Dezembro 2007
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Quem me visita

Estatísticas

  • 209,930 Visitas

%d bloggers like this: